Origem da classificação biológica

Em 1735, o naturalista sueco Carl von Linnée (1707 - 1778), que ficou conhecido por seu nome latinizado Lineu, publicou o livro Systema naturae, no qual propôs um sistema de classificação biológica coerente, que serviu de base para os sistemas modernos.

Os agrupamentos usados na classificação biológica são chamados categorias taxonômicas. Temos então do mais abrangente para o mais específico REINO, FILO, CLASSE, ORDEM, FAMÍLIA, GÊNERO, ESPÉCIE.

Lineu tornou universal um sistema para denominar as espécies biológicas, o qual ficou conhecido como nomenclatura binomial. Nesse sistema, o "nome científico" é sempre composto por duas palavras (daí a denominação binomial), a primeira para designar o gênero e a segunda, a espécie.

Segundo a nomenclatura biológica, os nomes devem ser escritos em latim (ou latinizados) e destacados no texto onde aparecem, podendo tanto ser impressos em itálico como em sublinhado. A primeira letra da primeira palavra deve vir em letra maiúscula e as demais são escritas com letra minúscula. Quando aparece pela primeira vez em um texto, o nome científico deve ser escrito por extenso, nas demais vezes em que aparecer, o gênero pode ser abreviado. Exemplos: Canis familiaris - C. familiaris, Tapirus terrestris - T. terrestris, Paleosuchus trigonatus - P. trigonatus.

Anta (Tapirus terrestris) no Zoológico do CIGS, Manaus, AM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A reforma mais urgente e necessária para o país

Vandalismo, ação e reação

Diferenças entre a célula animal e a célula vegetal