Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

O seu DNA é igual ao de outros seres vivos?

Sim, as moléculas de DNA encontradas em cada uma de suas células apresentam a mesma estrutura e funcionam da mesma forma que as moléculas de DNA presentes em outros seres vivos. É isso mesmo, cachorros, gatos, laranjeiras, bananeiras e até as bactérias possuem DNA.
A diferença entre os seres vivos está no número de pares de nucleotídeos por célula de cada organismo. Os seres humanos, espécie Homo sapiens, por exemplo, possuem cerca de 3 bilhões de pares de nucleotídeos por célula, já os chimpanzés, espécie Pan troglodytes, possuem cerca de 3,3 bilhões de pares de nucleotídeos por célula.
No link abaixo, do Instituto de Biociências da USP, há um esquemas bem legais mostrando o DNA, os nucleotídeos e mais informações sobre o DNA de outros seres vivos. http://www.ib.usp.br/biologia/projetosemear/diferentes/o-seu-dna-e-igual-ao-de-outros-seres-vivos.html


Genética - Ácidos nucléicos (DNA)

Temos dois tipos de ácidos nucléicos, o DNA e o RNA. O DNA contém as informações genéticas, em cada uma de nossas células, por exemplo, temos 46 moléculas de DNA. Os nucleotídeos são as subunidades que compõe os ácidos nucléicos. Todo nucleotídeo é formado por um fosfato, uma pentose (açúcar de 5 carbonos) e uma base nitrogenada. No caso do DNA a pentose é a desoxirribose, já no RNA a pentose é a ribose. No DNA temos as bases nitrogenadas adenina, citosina, guanina e timina. No RNA temos as bases nitrogenadas adenina, citosina, guanina e uracila. O DNA tem formato de fita dupla, dupla hélice, ou escada retorcida. Fosfato e pentose vão formar a fita dupla ou "corrimão da escada", enquanto as bases nitrogenadas vão formar os "degraus da escada". O pareamento das bases unidas por pontes de hidrogênio vai ocorrer da seguinte maneira: - Adenina vai parear com Timina (A - T); - Guanina vai parear com Citosina ( G - C). Temos aí a Relação de Chargaff. As bases púricas são Ade…

Genética - Ácidos nucléicos (RNA)

Temos dois tipos de ácidos nucléicos, o DNA e o RNA. O RNA está envolvido no processo de fabricação de proteínas. Os nucleotídeos são as subunidades que compõe os ácidos nucléicos. Todo nucleotídeo é formado por um fosfato, uma pentose (açúcar de 5 carbonos) e uma base nitrogenada. No caso do DNA a pentose é a desoxirribose, já no RNA a pentose é a ribose. No DNA temos as bases nitrogenadas adenina, citosina, guanina e timina. No RNA temos as bases nitrogenadas adenina, citosina, guanina e uracila.RNA é uma fita simples. O pareamento das bases unidas por pontes de hidrogênio vai ocorrer da seguinte maneira:
- Adenina vai parear com Uracila (A - U); - Guanina vai parear com Citosina ( G - C). Temos três tipos de RNA: RNA mensageiro (RNAm): formado a partir da cópia de informações do DNA, pelo processo de transcrição; RNA transportador (RNAt): atua no citoplasma da célula transportando os aminoácidos solicitados pelo RNAm para formação das proteínas; RNA ribossômico (RNAr): atua na síntese…

Ecologia

A palavra "ecologia" deriva do grego oikos, com o sentido de "casa", e logos, que significa "estudo". Assim, o estudo do "ambiente da casa" inclui todos os organismos contidos nela e todos os processos funcionais que a tornam habitável. Literalmente, então, a ecologia é o estudo do "lugar onde se vive", com ênfase sobre "a totalidade ou padrão de relações entre os organismos e o seu ambiente", citando uma das definições do Webster's Unabridged Dictionary.
Em relação a hierarquia e os níveis de organização, em que hierarquia significa um "arranjo numa série graduada" (Webster's Unabridged Dictionary) temos o termo população que trata dos grupos de indivíduos de um tipo qulaquer de organismo, temos a comunidade, que inclui todas as populações que ocupam uma dada área. A comunidade e o ambiente não-vivo funcionam juntos como um sistema ecológico ou ecossistema. Biocenose e biogeocenose (o que significa litera…

Extinção de animais e o aumento da quantidade de carbono na atmosfera

Um grupo de pesquisadores sob coordenação do biólogo brasileiro Mauro Galetti e sua orientanda de doutorado, Carolina Bello, ambos do Departamento de Ecologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Rio Claro, interior de São Paulo realizou uma pesquisa que diz que a extinção de animais frugívoros, animais que se alimentam sobretudo de frutos, como antas, cutias e muriquis poderá comprometer a capacidade das florestas tropicais de absorver dióxido de carbono (CO2) da atmosfera. Isso porque a extinção desses animais capazes de dispersar sementes de frutos grandes mudaria a composição das florestas, afetando seu potencial para combater alterações climáticas.
No mesmo estudo foi constatado ainda que a capacidade de uma árvore estocar carbono está relacionada com padrões de dureza da madeira e altura, observou-se que árvores com troncos grandes e duros têm sementes igualmente grandes, logo, quanto maior a semente, maior a árvore. A defaunação, que é a diminuição acentuada da pop…

Importância da Amazônia

A Amazônia é um ecossistema importantíssimo e que precisa ser preservado, assim como vários outros ecossistemas do planeta. A Amazônia Internacional compreende alguns países da América do Sul, são eles Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname, Guiana Francesa e Brasil, já a Amazônia Legal refere-se a região presente no território brasileiro, compreende o Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia, Pará, Amapá, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.
Estima-se que há entre 70 a 130 bilhões de toneladas de carbono na Amazônia, sendo assim é importante preservar a floresta em pé, isto é, não desmatar ou queimar, já que estes dois processos podem colaborar com o aquecimento global e com o efeito estufa.
A biodiversidade que existe na Amazônia é muito grande, este é um ecossistema riquíssimo em número de espécies, há uma variabilidade genética muito grande, e ainda o fato de que muitas espécies só ocorrem neste lugar, as espécies endêmicas, sendo assim, a perda deste ecossistema po…